Presença de escorpiões preocupa moradores do Norte da Ilha de SC

Pessoas estão com receio principalmente por causa das crianças. Centro de Zoonoses recomenda fazer solicitações pela ouvidoria.

A presença de escorpiões no Norte da Ilha de Santa Catarina, em Florianópolis, preocupa moradores, principalmente por causa de crianças. O Centro de Controle de Zoonoses da capital recomenda fazer solicitações pela ouvidoria, como mostrou o Jornal do Almoço nesta quarta-feira (13).

Os moradores de um condomínio no bairro Ingleses está em alerta com a proliferação desses animais. “Já foram encontrados seis escorpiões e a gente está preocupada porque tem muitas crianças”, disse a vendedora Jaqueline Wahlbrink.

A filha dela adora brincar na rua, assim como as outras crianças que moram no condomínio. Os moradores fizeram denúncia pela ouvidoria e pelas redes sociais. Mas, apesar da resposta da prefeitura dizendo que os técnicos passaram pelo local, os condôminos dizem que ainda aguardam a visita.

“A providência que a gente está pensando em tomar no momento é nós mesmos fazermos a limpeza, até que alguém venha fazer alguma coisa”, disse o aposentado Edivaldo da Silva.

O Centro de Controle de Zoonoses é quem faz o trabalho de vistoria em terrenos. Eles recebem a reclamação direto por telefone ou elas são encaminhadas pela ouvidoria. O centro recomenda que esse tipo de solicitação não seja feita pelas redes sociais.

“O canal de atendimento que a gente recebe uma reclamação oficial é a ouvidoria. É preferível que a população vá via ouvidoria. A gente tem um prazo de atendimento, inclusive, que a gente deve cumprir. Então, é preferível ela fazer, até porque ela recebe um número de notificação, de pedido, que ela pode rastrear a resposta”, afirmou a bióloga Cíntia Petroscky.

Por email, o Centro de Zoonoses informou a RBS TV de que a última visita foi feita antes do recesso, em dezembro.

“Os terrenos já foram notificados pelo órgão responsável para eles tomarem as providências em relação à limpeza. Os condôminos vão ser orientados, ao longo dos próximos dias, para que recebam as informações de prevenção de acidentes e também de controle desses animais”, continuou a bióloga.

Perigo

Ninguém foi picado por escorpião no condomínio, mas é importante ficar atento porque alguns tipos podem matar.

“Existem três espécies de escorpiões relatadas no município. Tem um deles que não apresenta importância médica significativa e os outros dois, aí sim apresentam. Eles podem levar a óbito. Mas em outras faixas etárias, nos jovens e adultos, ele causa apenas um mal-estar”, explicou a bióloga.

O telefone do Centro de Controle de Zoonoses é (48) 3338-9004.

Fonte: G1